Este texto é direcionado aos Futuros pais. Então, antes de mais nada: "parabéns".

Provavelmente você deve estar com algum medo dessa nova fase de sua vida, principalmente por estar ligada a outras vidas, além de uma mistura de ansiedade e expectativa. Eu creio que esse medo esteja relacionado diretamente com o nosso brincar.

Brincar não é algo que acontece apenas com filhotes humanos, mas também existe em outras espécies: quando um filhote de felinos está brincando, ele está praticando a caça; outros animais como cabras brincam de dar cabeçadas, o que será útil nos futuros rituais de acasalamento. Porém, voltemos aos exemplos de nós, humanos: enquanto as meninas brincam de casinha e cuidam de suas bonecas, meninos, geralmente, só se dão conta que um dia serão pais quando já são adultos. E agora?

Primeiro, acalme-se, até porque você receberá muitos conselhos, alguns bons e outros ruins: recebi conselhos como “isso não é nada demais” e “as pessoas superestimam, isso, é mais fácil que você imagina”. Então, antes de mais nada, nesse primeiro baque que “você vai ser pai”, veja as dicas dos praticantes de Trekking,  quando estão perdidos, com a sigla E.S.A.O.N.:

  • Estacione (pare tudo que estiver fazendo),
  • Sente-se,
  • Alimente-se (ou beba uma água, fume um cigarro),
  • Oriente-Se (planeje o que você tem que fazer),
  • Navegue (agora mão na massa futuro papai). 

Mas quando me pedem algum conselho sobre paternidade, eu já tenho a resposta na ponta da língua que é a seguinte: “você vai receber muitos conselhos, não acredite em nenhum deles, principalmente nesse que eu te dei”.

Parece confuso, mas deixa eu explicar: melhor que ouvir outros detentores da sabedoria, observe outros pais (e mães). Você tem 9 meses para poder se preparar. Mas lembre  que um filho não é só um bebê, ele também é um adolescente, uma criança, um adulto, e não importa a idade ou quão mais alto ele seja que você, ele ainda é seu filho.

Logo, ser pai é uma tarefa para vida toda, aceite isso e se prepare para o inesperado, pois cada fase são experiências singulares que você não vai encontrar em manual algum.

Por isso, tenha medo de ser pai; sentir medo é uma resposta natural de nosso organismo ao inesperado. Ele foi uma de nossas aliadas para podermos sobreviver há tanto tempo como espécie. Claro que também não podemos nos entregar ao medo, como já diziam os mestres Jedis, mas deve haver um equilíbrio.

Creio que o software de “ser pai” não venha na nossa configuração de fábrica, mas nesse quesito fique tranquilo, pois as atualizações do sistema começam a baixar no dia que você recebe essa notícia.