Também conhecido como Síndrome de Borderline ou Transtorno de Personalidade Limítrofe, é uma condição em que o indivíduo tem mudanças de humor frequentes, estado emocional inconstante, além de autoimagem distorcida.

Pessoas com essa condição mental estão na fronteira de suas emoções. Possuem atitudes impulsivas, podendo ter surtos de ódio e, em alguns casos, até cometerem o suicídio.

As principais consequências são percebidas nas relações disfuncionais que o indivíduo tem nas áreas afetiva, familiar e profissional. As pessoas têm tendência a terem relacionamentos intensos, porém confusos e desorganizados. Facilmente mudam os seus conceitos sobre os outros e os seus sentimentos, geralmente se autodepreciando.

Por ter entre suas características principais um humor oscilante, trata-se de um transtorno de saúde muito difícil de ser diagnosticado, o que dificulta o seu tratamento.

"O Transtorno de Personalidade Borderline é mais comumente diagnosticado como Transtorno Bipolar por causa das grandes variações no humor, comportamento e sono. Mas, no Transtorno de Personalidade Borderline, o humor e o comportamento mudam rapidamente em resposta a estressores, especialmente os interpessoais, enquanto no transtorno bipolar o humor é mais sustentado e menos reativo." (Lois Choi-Kain)

Sintomas

Entre os principais sintomas, encontram-se:

  • Enorme medo de ser abandono;
  • Padrão de relacionamentos intensos e instáveis (oscilando entre o amor e o ódio);
  • Autoimagem e percepção de si distorcida e instável;
  • Impulsividade, como gastar dinheiro, sexo inseguro, abuso de substâncias, etc.;
  • Comportamentos , gestos ou ameaças suicidas ou comportamentos de automutilação;
  • Humor altamente volátil, mudando dentro de algumas horas a alguns dias;
  • Sentimentos crônicos de vazio;
  • Raiva inapropriada e intensa com bastante dificuldade em controlá-la;
  • Pensamentos paranoicos quando está sobre estresse.
  • Dissociação (perder contato com a realidade)

 Tratamento

Sempre que alguém com o Transtorno de Personalidade Borderline apresentar sintomas muito angustiantes e ou reações que possam afetar ou machucar a si mesmos ou a outras pessoas, ele deve procurar um especialista. 

A psicoterapia é o principal tratamento para o Transtorno de Personalidade Borderline. Ela pode ajudar a lidar como questões angustiantes, auxiliando a aliviar alguns sintomas e o indivíduo irá aprender a compreender suas emoções e a interagir melhor com outras pessoas. Em muitos casos, o  acompanhamento psiquiátrico também é necessário para a melhora do quadro clínico e alívio de alguns sintomas intensos.

No caso de ideações suicidas ou tentativas é importante que a família e psicólogo tenham conhecimento, pois eles podem ajudar.

Por vezes tanto o cliente como seus familiares ficam muito assustados por ainda se tratar de um tabu, mas um profissional bem treinado compreende bem essa situação e saberá como lidar com esse transtorno.